NOTA DA ESCLARECIMENTO



Água fornecida em Cajobi atende a todos os requisitos técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

 

O Serviço Municipal Autônomo de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Cajobi, vem, através da presente nota, apresentar esclarecimentos acerca da matéria veiculada pelo Repórter Brasil – Mapa da Água sobre a pesquisa de qualidade da água para consumo humano em diversas cidades do Brasil, dentre as quais está este município.

Segundo a reportagem, para a pesquisa, foram utilizados dados correspondentes ao período 2018-2020, disponibilizados no SISAGUA – Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano do Ministério da Saúde. Houve a informação de que na água deste município foram encontradas substâncias que geram riscos à saúde, apresentando valores acima do limite de segurança para dois parâmetros, a saber, Ácidos Haloacéticos Total e Trihalometanos Total.

Cumpre informar que a água fornecida à população do município de Cajobi e Distrito de Monte Verde Paulista passa por monitoramento em todas as etapas do sistema de abastecimento, desde a captação e tratamento, redes de distribuição até a chegada aos cavaletes das unidades consumidoras.

São realizadas análises periódicas, através de laboratório terceirizado, devidamente credenciado pelas normas de gestão de qualidade, acreditado pelo INMETRO, segundo os requisitos estabelecidos na ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005, conforme escopo de acreditação, em conformidade com a legislação vigente e pertinente ao tema, em conformidade com as Portarias GM/MS nº881/2021 e nº2472/2021 do Ministério da Saúde.

Após a realização das análises, confecção dos laudos, publicação e disponibilização, os resultados das amostras são cadastrados manualmente por esta Autarquia no SISAGUA.

Ao tomarmos conhecimento a respeito da matéria veiculada pelo Repórter Brasil, procedemos a conferência e comparativo entre os relatórios arquivados e os dados lançados no SISAGUA, ocasião em que constatamos a ocorrência de equívoco na conversão das unidades de medida e no cadastramento dos parâmetros Ácidos Haloacéticos Total e Trihalometanos Total.

Todos os laudos das amostras coletadas no período mencionado, apresentam resultados abaixo da concentração máxima permitida pelo Ministério da Saúde, inclusive para os parâmetros mencionados na matéria e estão disponíveis para consulta no prédio do SEMAE.

Sendo assim, concluímos esclarecendo que não há contaminantes em quantidade acima da concentração máxima permitida presentes na água fornecida à população do Município de Cajobi e Distrito de Monte Verde Paulista.

Primando pela qualidade na prestação dos serviços e no interesse dos usuários, o SEMAE se coloca à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos.

 

 

  • NOTA ESCLARECIMENTO